Notebook não liga?

Notebook não liga. Esse sintoma pode ser algo relativamente simples de resolver, pois 80% dos defeitos relacionados a ele são fáceis de diagnosticar até pra quem ta iniciando.

Quando um notebook não está ligando, você precisa realizar alguns testes básicos pra diagnosticar de onde vem o defeito.

Boa parte dos problemas que aparecem em notebooks não tem a ver com a placa mãe, como pensam a maioria dos técnicos que estão iniciando.

Mas sim, existem também os defeitos relacionados com a placa mãe que irão exigir conhecimentos mais específicos como eletrônica básica de notebooks (teste de componentes) e leitura e interpretação de esquemas elétricos.

A boa notícia é que com o conhecimento e as dicas que você vai ler nesse artigo, já conseguirá resolver ou pelo menos diagnosticar os notebooks que chegarem até você.

O primeiro passo antes de tudo é você definir qual sintoma, são eles:

  • Notebook não liga (sem sinal algum);
  • Notebook liga e não dá vídeo;
  • Notebook liga e desliga rapidamente.

Notebook não liga (sem sinal algum)

Notebook não liga
Notebook não liga | fonte: pixabay.com

Quando você tem um notebook na bancada que ao pressionar o botão de power nada acontece (não ascende leds, não gira o cooler, enfim, sem sinal), você vai seguir duas linhas de análise para encontrar o defeito, são elas: ALIMENTAÇÃO BÁSICA DO NOTEBOOK ou DEFEITO NOS CIRCUITOS DA PLACA MÃE.

Testes da alimentação básica do notebook:

Passo 1: Verificar o carregador.

Se ao conectar o notebook, ele continua com o led acesso é uma boa indicação que ele está ok.

Caso o led apague ou fique intermitente, isso significa que o carregador ou a placa mãe estão em curto.

Passo 2:  Veja também a tensão de saída do carregador. Com o multímetro na escala de 20V você irá verificar se está saindo 18.5V, 19V ou 20V, dependendo do modelo do notebook.

Passo 3: Verificar a condição do JACK.

O JACK é o componente que recebe a tensão do carregador para alimentar a placa mãe, verifique se o pino do não está quebrado ou mole, se sim, troque-o.

Passo 4: Teste também se a tensão está passando por ele e alimentando a placa. Pra isso meça na escala de DC20V do multímetro a bobina que fica na entrada, após o JACK.

Passo 5: Verifique a condição do botão de POWER.

Verifique se não há nenhuma oxidação impedindo que os pads do botão façam contato com a placa mãe, ou se apresenta falta de tensão.

Passo 6: Desconecte todos os periféricos da placa.

Deixe apenas a placa mãe e o carregador conectados e verifique se tem alguma alteração no sintoma inicial.

As vezes uma simples placa wifi em curto pode causar esse sintoma (notebook não liga).

Procure por defeitos nos circuitos da placa mãe:

Depois de se certificar que está tudo ok com as alimentações básicas do notebook e mesmo assim ele não liga, então realmente você vai ter um defeito na placa mãe que precisa ser analisado.

E é aí que vem a parte boa, pois poucos técnicos conseguem resolver esse tipo de defeito.

Esse seria um dos motivos pelo qual esse serviço é mais caro.

Basicamente o que você vai fazer agora é saber se todas as fontes chaveadas da placa mãe estão presentes.

Pra isso, basta procurar as bobinas grandes que tem na placa (aquelas quadradas) e medir com o multímetro na escala de DC20V se todas elas têm tensão.

Porque nas bobinas e não em qualquer outro componente?

Simples, toda placa mãe de notebook possui algumas fontes chaveadas que fazem com que ela start e funcione.

Uma fonte chaveada é formada basicamente por um CI PWM, um mosfet de alta e um de baixa, uma bobina e um capacitor de filtro.

Justamente as bobinas que estão nessas fontes é onde devemos verificar se tem saída de tensão.

E as principais fontes chaveadas da placa mãe, formam as seguintes tensões:

  • Tensão de 3V (PWM Primário);
  • Tensão de 5V (PWM Primário);
  • Tensão de 1.5V (PWM Secundário – Memória RAM);
  • Tensão de 1.05V (PWM Secundário – Chipset);
  • Tensão de 1V (PWM Secundário – Processador).

Então tudo que você precisa saber é se todas fontes chaveadas estão funcionando e gerando essas tensões pra placa poder ligar.

Como encontrar curto na placa mãe?

Quando uma placa mãe não liga, alguma tensão em uma de suas fontes chaveadas está ausente.

Isso pode acontecer porque algum componente do circuito está em CURTO.

E pra descobrir onde o problema se encontra, você vai usar a mesma lógica de medição das bobinas da placa.

Só que dessa vez não em busca de tensão, mas sim uma baixa resistência em relação ao terra, ou melhor dizendo, um curto circuito.

Se você colocar o multímetro na escala de continuidade, depois aterrar a ponteira preta na placa e com a ponteira vermelha verificar as bobinas, NÃO pode dar um resultado igual a zero de resistência.

Se isso acontecer, então você tem um curto na linha daquela bobina.

Então agora basta analisar aquele circuito em questão.

Uma dica interessante é usar a fonte assimétrica pra injetar tensão na linha que se encontra em curto.

Nesse caso, você só precisa regular na fonte a tensão permitida pelo circuito (NUNCA MAIOR).

Quando injetar tensão em uma linha que esteja em curto, o componente culpado vai aquecer. Essa é uma das facilidades que a fonte assimétrica nos traz.

Notebook liga e não dá vídeo

Notebook liga e não dá vídeo
Notebook liga e não dá vídeo | fonte: pixabay.com

Muitos defeitos também vão aparecer na sua bancada com esse sintoma: Notebook liga e não dá vídeo.

Aqui a solução será quase como um checklist. Basta seguir alguns passos e você encontrará onde está o causador do problema.

Contudo, muitos técnicos iniciantes em reparo de notebooks costumam achar que existe uma receita mágica pra cada defeito.

Então partem pra internet pesquisar algo parecido sempre que recebem algum notebook pra consertar.

E na grande maioria dos casos isso é perca de tempo.

Você precisa entender como funciona a placa mãe de um notebook e seus periféricos.

Pra isso não existe milagres ou fórmula mágica, você tem que estudar e ir aplicando o conhecimento pra adquirir experiência.

O conhecimento desse artigo é pra te dar um norte. Existe uma grande chance de você resolver alguns defeitos, mas tome apenas como base pra você estudar mais e se aprofundar no assunto.

Como encontrar o defeito quando o notebook liga e não dá vídeo?

Pra um notebook ligar ele precisa de todas as suas tensões e alimentações devidamente funcionando na placa mãe.

Apesar de isso parecer bem lógico e repetitivo, você precisa dessa orientação quando tiver em mãos um sintoma de uma placa mãe que liga e não dá vídeo.

Antes de acusar a placa mãe, realize os seguintes testes básicos:

  • Trocar memória e processador. Grande parte dos casos que aparecem com esse sintoma se consegue resolver só através do teste da memória e/ou processador;
  • Verificar se surge vídeo em um monitor externo através da conexão VGA ou mesmo HDMI. Se sim, então o defeito estará no cabo flat, na tela ou no chipset BGA que controla os sinais de vídeo da placa mãe (Ponte Norte);
  • Teste ligar a placa mãe sem nada conectado (HD, DVD, placa wireless, etc).

Se depois de todos esses testes ainda sim a placa continuar sem dá vídeo então faça o seguinte:

Verifique primeiro se as tensões estão presentes nas bobinas da placa mãe.

Se estiverem ok, então veja se o terminal 8 do CI BIOS possui alimentação (3V), e depois regrave a BIOS.

Notebook liga e desliga rapidamente

Notebook liga e desliga rapidamente
Notebook liga e desliga rapidamente | fonte: pixabay.com

O sintoma que analisaremos a seguir acontece com menor frequência relativamente falando.

Contudo, deve ser levado em consideração também pois se trata do entendimento das tensões secundárias e transferidas da placa mãe.

E isso é muito interessante de estudar.

Quero que você compreenda o seguinte, quando o carregador é conectado na placa mãe, nascem algumas tensões nela (conhecidas como tensões primárias) que farão com que a placa fique em um espécie de estado de espera.

Só aguardando você pressionar o botão de power para o restante das tensões aparecerem e o notebook funcionar por completo.

Então quando você aperta o botão de ligar do notebook e a placa desliga rapidamente é porque alguma tensão secundária está em curto ou ausente, impedindo que a placa dê continuidade a sequência de start.

Sabendo disso, você só precisa testar as tensões secundárias e transferidas que tem na placa mãe com o auxílio do esquema elétrico.

Veja alguns exemplos de tensões que aparecem depois que pressionamos o botão de power:

5VS, 3VS, 1.5VS, 1.8V, 1V, entre outras.

Como saber se uma tensão é Primária ou Secundária?

As tensões que possuem a sigla VALW são primárias. Ex: 3VALW. Ela significa Voltage Always, ou seja, tensão sempre presente.

As tensões que possuem a sigla VS são secundárias. Ex: 3VS. Ela significa Voltage Suspend, ou seja, tensão suspensa.

O que você aprendeu nesse artigo?

Vimos os principais defeitos que uma placa mãe de notebook pode apresentar e como resolvê-los.

Perceba que serão sintomas diferentes dependendo do estágio em que a tensão que apresente problema esteja.

Notebook não liga (sem sinal): problema em alguma tensão primária.

Se for uma tensão secundária, o notebook ligará sem vídeo, ou ligará e depois desligará rapidamente.

Cabe ao técnico compreender o sintoma pra chegar rapidamente a solução do defeito.

Nenhuma dica de defeito ou macete substitui você entender sobre o funcionamento de uma placa mãe.

Tudo isso pode até te ajudar por vezes, mas o que de fato vai fazer a diferença entre o técnico bem sucedido e o técnico que não consegue consertar nada, será o conhecimento sobre os componentes da placa mãe e a interpretação de esquemas elétricos.

Quer receber conteúdos exclusivos e gratuitos sobre Manutenção de Notebooks?

Cadastre seu e-mail e entre pra nossa lista VIP

6 Comentários

  1. Avatar

    Vc falou sobre as tensões always q são sempre presente,e no caso quando aparece no esquema…3vaux e 5vaux?

    Responder
    1. Almeida Júnior

      Opa Danilo, tudo bem? Em alguns projetos (esquemas) essas siglas que acompanham as tensões primárias podem variar de nome, mas basicamente serão a mesma coisa (as tensões aparecem assim que você pluga o carregador). Também há casos (poucas exceções) que essas tensões só vão aparecer depois que apertamos o botão de start, mas entendendo o funcionamento do esquema em questão você vai conseguir perceber isso facilmente. Espero ter esclarecido sua dúvida =)

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *